Os incas e os Tahuantinsuyu - Documento

Os incas e os Tahuantinsuyu

Autor(a): Cristiana Bertazoni Martins 

E-mail: cbertazo@usp.br

 

Documento - Mapa Múndi de Felipe Guaman Poma de Ayala

 

A análise iconográfica do mapa de Guaman Poma (constante na página 1002 de seu manuscrito, integralmente publicado na internet em http://www.kb.dk/permalink/2006/poma/info/es/frontpage.htm), juntamente com a análise das páginas do manuscrito que versam sobre o mapa em si, oferece ao professor uma oportunidade de explorar um texto do início do século XVII, tanto em seu formato visual como textual. Seguem abaixo algumas sugestões:

a. Comparar o mapa-múndi de Guaman Poma com um mapa ocidental convencional. Dessa forma, o professor terá a oportunidade de discutir com seus alunos as influências ocidentais no mapa de Guaman Poma e também a idéia de que todo mapa é apenas uma abstração possível entre várias;

b. Mostrar que apesar da influência ocidental, Guaman Poma baseia seu mapa em noções e perspectivas indígenas (por exemplo, quando o autor coloca Cuzco como o centro do mapa sendo que nessa época Lima já era oficialmente considerada como capital)  criando-se assim uma fusão entre duas tradições cartográficas: uma ocidental (linhas paralelas e a inclusão dos oceanos Pacífico e Atlântico, respectivamente Mar Del Sur e Mar Del Norte) e outra indígena (divisão do espaço geográfico de acordo com a concepção espacial Inca que dividia o império em quatro partes ou suyus);

c.  Introduzir aos alunos formatos alternativos de cartografia e de organização espacial que diferem das convenções ocidentais;

d. Explorar de forma visual os quatro suyus do império inca e suas principais características: Chinchaysuyu a oeste, Antisuyu ao norte, Collasuyu a leste e finalmente Cuntisuyu ao sul. O professor pode também, através do mapa, apontar as diferentes características geográficas dos quatro suyus. Por exemplo, pode-se chamar a atenção ao fato que os Incas conseguiram explorar regiões geográficas muito distintas entre si, desde a úmida e densa floresta amazônica, passando pelos áridos desertos da costa do oceano Pacífico, até as montanhas localizadas em altas altitudes aos pés da cordilheira dos Andes.

e. Usar o manuscrito de Guaman Poma como uma forma de discutir em sala de aula a questão do uso da escrita por indígenas como forma de sobrevivência e resistência a ordem colonial imposta pelos espanhóis.