Nota de pesar e indignação sobre o incêndio do Museu Nacional

 

 

 

 

 

A Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas (ANPHLAC) lamenta profundamente o incêndio que destruiu, na noite do dia 02 de setembro, o Museu Nacional sediado na Quinta da Boa Vista na cidade do Rio de Janeiro. O incêndio destruiu um acervo histórico e memorialístico de grandíssima relevância e um espaço de pesquisa de reconhecida excelência. Os acervos do Museu Nacional reuniam as maiores coleções latino-americanas em diversas áreas e guardavam destacados e únicos objetos da fauna, da flora, da paleontologia, da arqueologia e da antropologia do continente americano, sendo referenciais em todo o mundo. A ANPHLAC presta sua solidariedade à diretoria do Museu, aos funcionários, aos pesquisadores e aos colegas da Universidade Federal do Rio de Janeiro por essa perda histórica irreparável e espera que as responsabilidades sejam apuradas com seriedade e justiça. Também se manifesta radicalmente contrária às políticas públicas destinadas à cultura, à educação e à pesquisa neste país e aos cortes drásticos que causam seríssimos danos à preservação do patrimônio, da memória e da história do Brasil.